anestesiado.

as palavras
que descrevem tudo isso
me anestesiam.

longe vai,
você, teus olhos e boca
perfeitos, vão-se.

o silêncio que no meio
deixamos
é melancólico e impaciente

minha culpa,
tua culpa
já não importam mais,

desvanecem no ar

à você,
minha confusa e bela rainha,
estou. e aqui fico.
raivoso, talvez
quieto e eupático

anestesiado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *