essa bola de vazio que me visita quando bem entende

sinto um vento frio – não sei se realmente está lá.
como um espírito, vem de fora,
e se faz bola de vazio dentro de mim:
gelada
inapropiada
desgostosa.

as cobertas me cobrem,
as cobertas podem me esquentar.

tremo minhas pernas. agora não de frio,
mas de angústia.
choro sem lágrimas – esvaneceram-se com os anos.

por vezes, sou meu pior monstro.
e nesse minuto apenas as cobertas podem me esquentar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *