consobrinus.

à meus sobrinhos,
mal espero vê-los jovens
e duvidosos da vida.

sentaremos juntos a sacada e
eu contarei meus empréstimos do mundo
e como vejo o Céu e as árvores mortas de Outono
e depois lhes pedirei um abraço.

e sentirei que a vida era
sobre isso.

One thought on “consobrinus.

Leave a Reply

Your email address will not be published.